Pedras no rim e dor lombar

Vimos em diferentes postagens exemplos de dores que podem ser confundidas com lesões da coluna vertebral quando não são. A cólica nefítica é um tipo de dor que surge de pedras no rim e no trato urinário. Vamos ver como essa dor é saber como distingui-lo de uma doença lombar.

Qual é a dor de uma pedra no rim?

Uma pedra no sistema urinário pode causar dor de leve a muito intensa e paralisante. O trato urinário fica menor e menor do rim para a bexiga. Neste caminho, chega um momento em que a pedra não se encaixa bem e produz uma obstrução. Este bloqueio do fluxo de urina produz uma distensão do trato urinário. Isso é o que causa a dor.

 Pedras nos rins e dor lombar "width =" 450 "height =" 299 "/> </p>
<p class= Se a obstrução ocorre no rim ou apenas na saída do mesmo, a dor ocorre na área lombar lateral como vemos na foto. Se a pedra avança mais perto da bexiga, a dor irradia da parte anterior do intestino para o testículo ou lábios majora. O típico é que a dor cresce e diminui em ondas. É o que chamamos de dor cólica. Em tempos de dor aumentada, pode tornar-se muito intenso e requer tratamentos intravenosos no hospital para lidar.

Que outros sintomas podem acompanhar a cólica renal?

As pedras no trato urinário causam sangramento e é comum que a urina contenha sangue. Nós não sempre o detectaremos a olho nu e às vezes será visto na análise de urina. A dor severa pode ser acompanhada de náuseas e vômitos. Quando está no trato urinário inferior, é acompanhado de desconforto ao urinar e ao sentimento de urgência para ir ao banheiro.

Se a situação ficar complicada e a infecção aparecer, podemos ficar muito doentes com febre e mais dor.

Diferenças com dor de origem vertebral

A característica das pedras nos rins é aquela dor cólica que aparece nas ondas para pontos muito intensos. A dor lombar não se comporta assim. Pode ser de muitas maneiras, mas não é cólica. Sim, existem outros tipos de lesões que causam dor semelhante à cólica renal e que o médico não pode perder de vista. Uma obstrução intestinal, diverticulite, apendicite, cálculos biliares, ruptura de cisto ovariano, isquemia mesentérica ou dismenorréia são exemplos de dores cólica que podem ser confundidas se não houver outros sintomas. O sangue na urina nos guia muito quando está presente.

A idéia de fazer esta publicação é alertar que existem outras possibilidades diagnósticas quando a dor nas costas está doendo. Não é sempre culpa dos músculos ou de uma hérnia de disco. É importante ir ao médico para uma avaliação quando sofremos essas características. Uma obstrução no rim que não é tratada a tempo pode acabar destruindo o rim. É importante orientar o diagnóstico quando sofremos uma doença para evitar complicações.

A entrada Stones no rim e dor nas costas aparece pela primeira vez em espaldaycuello.com.

Post Author: Larissa Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *