Entendendo a obesidade infantil

Entendendo a obesidade infantil

A grande oferta de alimentos processados, fast food e refrigerantes tem levado a um aumento assustador do número de crianças obesas no mundo. Hoje, a obesidade infantil já pode ser considerada um grave problema de saúde pública, quase como uma epidemia mundial.

A obesidade infantil é resultado, na maioria dos casos, dos hábitos alimentares e da rotina das crianças. Uma alimentação baseada em fast food e guloseimas, associada a uma vida sedentária, tem levado muitas crianças e adolescentes a desenvolverem o problema do excesso de peso.

Esse quadro precisa ser urgentemente revertido para garantir a saúde de nossas crianças. Muito mais do que a preocupação estética, estamos falando dos riscos que a obesidade pode trazer para o desenvolvimento físico e psicológico de uma criança ou adolescente.

O que causa a obesidade infantil

A obesidade infantil acontece quando a criança passa a ingerir uma quantidade de calorias diariamente muito superior ao gasto de energia. Esse excesso de calorias na dieta da criança é muito prejudicial. O problema também pode estar relacionado à falta de disciplina das crianças no momento da alimentação.

Para gastar a energia dos alimentos a criança precisa brincar e se movimentar. Para isso, os esportes e as atividades recreativas são de extrema importância.

Usar suplementos que ajude a manter uma atividade física mais ativa também pode ser uma boa ajuda, suplementos que queimam calorias como quitoplan ajuda o corpo a fazer uma metabolização mais eficiente.

Também é necessário que os pais controlem o consumo de fast food e produtos industrializados ricos em gordura trans. Não é recomendado que os pais deixem os filhos expostos a propagandas desse tipo de produto na televisão, e que saibam dizer não quando os pequenos pedirem para dar uma passadinha naquelas lanchonetes que distribuem brinquedos com os lanches e refrigerantes. A criança precisa ser preservada para ter saúde.

Dados oficiais indicam que, no Brasil, 17% das crianças já apresentam sobrepeso. Os pais que notarem que os filhos estão ficando muito acima do peso devem procurar um médico endocrinologista pediátrico para fazer um acompanhamento mais detalhado.

Como acabar com a obesidade infantil

A melhor maneira de acabar com a obesidade infantil é trabalhar com a prevenção. Em primeiro lugar, é preciso que os pais estejam conscientes dos riscos que a obesidade traz para a saúde. Uma criança obesa pode apresentar alterações nos níveis de colesterol, pode desenvolver diabetes e outros problemas de saúde.

Para mudar essa situação, é preciso que os pais troquem as várias horas que as crianças passam em frente à televisão e jogando videogames por atividades físicas diárias, como natação, judô, futebol e danças em geral. Segundo especialistas, o uso de jogos eletrônicos, computador e televisão deve ficar limitado em apenas duas horas por dia.

Outro ponto fundamental é estabelecer regras para uma mudança de comportamento da criança e também da família. Para começar, é necessário apostar num cardápio mais saudável com uso de colágeno ou colastrina modificada, com muitas frutas, legumes e verduras e com baixa ingestão de açúcar e carboidratos.

Toda criança que esteja acima do peso precisa de um acompanhamento multidisciplinar a longo prazo com nutricionista, médico e educador físico. A ajuda da família é de extrema importância para reverter qualquer quadro de obesidade infantil.

Post Author: Larissa Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *