Notícias de famosos, fofocas, novelas, celebridades


Diagnosticado com câncer linfático, o ator Reynaldo Gianecchini não tem previsão de alta do Hospital Sírio Libanes

Share on TwitterShare on Tumblr

Reynaldo Gianecchini não tem previsão de alta, informa boletim médico do Hospital Sírio Libanes nesta quinta-feira, 11. Segundo o hospital, o estado geral do ator é bom. Ele foi diagnosticado com um câncer linfático do tipo não-Hodgkin e deve começar tratamento de quimioterapia na próxima segunda-feira.

“O ator Reynaldo Gianecchini Jr. foi internado no Hospital Sírio Libanês apresentando aumentos dos gânglios na região do pescoço. Após exames inicias de biópsia, obteve-se o diganóstico inicial de linfoma não-Hodgkin. Seu estado geral é bom e não há previsão de alta. O paciente está sendo acompanhado pelas equipes coordenadas pelos professores doutores Yana Novis, Raul Catait e David Uip”, diz o boletim assinado pelos médicos Antonio Carlos Onofre de Lira e Paulo Ayrosa Galvão.

A equipe que acompanha o paciente é formada por um cirurgião gastro-intestinal, Raul Catait, que fez a cirurgia de hérnia no ator; David Uip, infectologista que está cuidando da infecção que Giane teve após a cirurgia; e Yana Novis, hematologista.

David Uip falou com a imprensa na manhã desta quinta. “Gianecchini está tratando um processo infeccioso na garganta através de antibióticos”, disse ele, que acrescentou que só após melhorar a inflamação se iniciará a quimioterapia . “Provavelmente na semana que vem.”

Otimismo

Acompanhado de perto da mãe Heloisa, Giane se mostra confiante na cura, segundo o médico. “Eles está com muita fé e confiante, com uma postura otimista. Está sereno, o que é adequado para enfrentar o tratamento. É claro que ele precisa de privacidade, mas pede o apoio de todos”, disse o infectologista. “Ele está com a postura de quem vai para um embate para ganhar.”

Segundo Uip, o problema de saúde de Reynaldo Gianecchini começou a ser investigado depois que ele apresentou uma infecção e um processo alérgico após uma operação de hérnia. “Ele apresentou uma alergia e uma infecção que não tinha relação com a operação. Foi curada a erisipela, mas os gânglios (linfáticos) estavam aumentados. Achamos que os gânglios poderiam estar aumentados pela infecção, mas a biópsia em um destes gânglios apontou para o diagnóstico de linfoma.”

Novos exames

Agora, de acordo com David Uip, é preciso “descobrir o sobrenome desse linfoma”, já diagnosticado como não-Hodgkin. “Estes novos exames já foram realizados e acredito que nas próximas horas teremos o resultado’, revelou o médico. “O tratamento depende do diagnóstico do tumor.” Quem cuida do tratamento contra o câncer é a equipe da médica Yana Novis.

O ator está internado há uma semana e teve seu problema detectado logo após uma reação alérgica e inflamatória depois de uma operação de hérnia realizada no dia 7 de junho. De acordo com informações divulgadas pelo “Jornal Nacional” desta quarta-feira, 10, exames complementares serão realizados até esta sexta-feira, 12.

Logo após a divulgação do problema, Gianecchini recebeu a visita da ex-mulher, a jornalista Marília Gabriela, e da atriz Cláudia Raia, nesta quarta, 10. “Ele está bem. Mas acho uma indelicadeza falar dele já que não sou médica”, disse Marília na saída do hospital.

‘Estou pronto para a luta’
Por meio de um comunicado da Central Globo de Comunicação, o ator confirmou o diagnóstico e pediu o apoio dos fãs.

“Após ser internado com suposto sintoma de faringite, foi diagnosticado um linfoma não-Hodgkin. Estão sendo realizados novos exames para especificação adequada. Estou pronto para a luta e conto com o carinho e amor de todos vocês”, diz o ator na nota.

Após ser submetido a uma cirurgia de hérnia inguinal em junho, Gianecchini uma reação infecciosa na perna e outra alérgica. Os gânglios não diminuíram, então os médicos teriam começado uma investigação mais profunda.

Autora deseja sorte
A autora Glória Perez, que há dois anos enfrentou um linfoma com cirurgia e sessões de quimioterapia, falou ao EGO sobre seu processo de superação da doença e desejou força a Gianecchini, que foi diagnosticado com o mesmo problema.

“Vi que o linfoma é do mesmo tipo que o meu, que o da Dilma. Diria ao Gianecchini o que ouvi do dr. Daniel Tabak, quando fui diagnosticada: uma parte do tratamento cabe a você, e essa parte consiste em se manter obstinado e disposto a vencer o desafio! Força, você vai vencer!”, disse ela.

Entenda a doença
O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático, que é formado por vasos muito finos e por gânglios que atuam na defesa do organismo. Pode ser classificado em dois grandes tipos: os Hodgkin atingem em sua maioria jovens e pessoas de meia-idade, e os não-Hodgkin, como o de Giannecchini, são 90% dos casos e atingem sobretudo pessoas com mais de 55 anos. Foi o caso também da presidente Dilma Rousseff e de Glória Perez.

Gianecchini estava em cartaz com a peça “Cruel”, em São Paulo, que teve temporada cancelada. As produtoras do espetáculo, Selma Morente e Célia Forte, divulgaram um comunicado. “Comunicamos que a temporada da peça ‘Cruel’ está cancelada por tempo indeterminado, por motivo de tratamento médico do ator Reynaldo Gianecchini”, diz a íntegra da nota.

Share on TwitterShare on Tumblr

Speak Your Mind

*